quarta-feira, 4 de março de 2015

David Gilmour - "Take A Breath"

"Take a breath"



Inspira.

Já se passaram algumas horas, mas os meus dedos ainda tremem, o meu coração ainda bate a ritmos BlueMondayanos e a minha pulsação ainda está em nível de minutos-finais-de-segunda-mão-da-meia-final-da-Liga-Europa. O que é isto? Estou nas nuvens, os pés flutuam dois palmos acima do chão. Mas estou de rastos, aquelas horas de stress deram cabo de mim. Suores frios. Dói-me a cabeça, dói-me o corpo todo. E de repente, sentimentos de dúvida assolam-me. A cabeça trabalha a mil. Será que isto me está mesmo a acontecer? Não, isto não me pode estar a acontecer. É bom demais para ser verdade. Foi o dia todo nisto. Calma, Nuno, já passou.
Que cavalgada de emoções.

Expira.



Inspira.

Já se passaram algumas horas desde que comprei bilhetes para dois (dois!!) concertos de David Gilmour e ainda não acredito que é verdade. Chovem-me flashes daquela noite mágica de 2006, em Paris, a melhor noite da minha vida. São flashes que me apertam o coração e o empurram contra a omoplata. São flashes de uma noite perfeita, da noite em que vi David Gilmour ao vivo no Grand Rex, acompanhado de Richard Wright, a tocar temas como "Echoes", "High Hopes", "Time", ou "Comfortably Numb". Subi ao céu.
Agora o céu espera-me novamente em Itália, em dose dupla, na belíssima Arena di Verona e no Ippodromo Le Mulina, em Firenze. É um sonho tornado realidade. Quem disse que a felicidade não é possível?

Já sei que não vou pregar olho hoje, o êxtase não me vai deixar. Mas que se lixe, não preciso de sonhar. Eu vou viver o meu sonho.

Expira.

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Comprei na pré-venda! A que concerto queres ir?

      Eliminar
  2. Para quem precisar da informação da pré-venda. Não têm de quê :)

    September 12, 2015: CROATIA – PULA
    ARENA PULA: Flavijevska Ulica, 52100 Pula, Hrvatska
    http://www.gdp.fr/fr/meeting/71300/david-gilmour/orange/theatre-antique/17-09-2015/20h00?eml=2015March4/2189816/6151482&etsubid=37294225

    September 14, 2015: ITALY – VERONA
    VERONA ARENA: Piazza Brà 1, 37121 Verona VR, Italy
    http://www.ticketone.it/david-gilmour-biglietti.html?affiliate=PIT&sort_by=event_datum&sort_direction=asc&fun=erdetail&doc=erdetaila&erid=1355584&kuid=459254

    September 15, 2015: ITALY – FLORENCE
    TEATRO LE MULINA: Viale Del Pegaso 1, Firenze 50144
    http://www.ticketone.it/david-gilmour-biglietti.html?affiliate=PIT&sort_by=event_datum&sort_direction=asc&fun=erdetail&doc=erdetaila&erid=1355584&kuid=459254

    September 17, 2015: FRANCE – ORANGE
    THEATRE ANTIQUE: Rue Madeleine Roch, 84100 Orange
    http://www.eventim.hr/hr/ulaznice/david-gilmour-pula-arena-389858/event.html?eml=2015March4/2189816/6151482&etsubid=37294225

    September 19, 2015: GERMANY – OBERHAUSEN
    KONIG-PILSENER-ARENA: Arenastraße 1, 46047 Oberhausen
    http://www.eventim.de/tickets.html?fun=erdetail&affiliate=vud&doc=erdetaila&erid=1297776&eml=2015March4/2189816/6151482&etsubid=37294225


    September 23, 24, 25, 2015: UK – LONDON
    THE ROYAL ALBERT HALL: Kensington Gore, London SW7 2AP
    http://www.royalalberthall.com/tickets/david-gilmour/default.aspx?eml=2015March4/2189816/6151482&etsubid=37294225
    Code: 19005

    ResponderEliminar
  3. Isso é gozar com a cara dos pobres, ó Nuno! :P
    Goza bem disso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Filipe, eu avisei-te a tempo e horas, vai lá as tuas mensagens no Facebook! ;)
      Já agora, afinal vou a 3 concertos. Também vou ao Tour Debut em Pula, na Croácia :)

      Eliminar
  4. Confirma-se. Recebi a mensagem mas foram encaminhadas para 'outros' pelo que não fui notificado.
    Essa brincadeira ficou por quanto? :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por mais incrível que pareça, não ficou assim tão caro.
      Em Pula vou ficar à frente, na 2ª fila. Custou 110 euros, já com portes.
      Em Verona e em Firenze fico lá atrás, nos mais baratos, dei 50€ pelo primeiro e 60€ pelo segundo. Números redondos, são 220€ por 3 concertos do David Gilmour, sendo um deles à frente. Não é dinheiro mal gasto. ;)

      Hoje foram mais 80€ para ver o Macca em Marselha :)

      Eliminar
    2. Pensei que tivesse sido um valor mais exorbitante. Às tantas fica a viagem mais cara do que o próprio bilhete...
      Seja como for, não sei se era louco o suficiente para me meter nisso. Já vou chorar no fim do mês 250€ em propinas!

      Eliminar
    3. Pois, ficará mais cara com certeza. Mas é tudo por uma boa causa. :)
      Uma boa causa como as propinas ;)

      Eliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Caro Nuno Bento,

    Acabei de descobrir o seu blog. Ao perceber que gosta de ouvir músicas dos anos 70, ou canções influenciadas por essa década, decidi-lhe enviar este email.

    O meu nome é Leandro Jardineiro e, em conjunto com o meu irmão mais novo, temos um projecto musical chamado Grand Caravel. Há alguns meses gravámos 12 demos, daquele que gostaríamos que, no futuro, se tornasse o nosso album Seasons. Neste momento, estamos a contactar editoras.

    Dado o nosso estilo ser um rock alternativo, que combinamos quase sempre com muitos arranjos de teclado e vários tipos de orquestração. pensei que o Nuno gostasse de ouvir os nossos temas.

    Como posso descrever o som da banda Grand Caravel? O nosso som é muito particular e varia bastante de faixa para faixa, porque as nossas influências são diversas. No entanto, se tiver que apontar alguns nomes, diria que o nosso estilo é uma amálgama de influências mais antigas, como The Doors, Queen, Supertramp e Pink Floyd, mas contando também com uma vertente muito comercial e contemporânea, no seguimento de artistas como Maroon 5, Coldplay, Keane or U2.

    Apesar da produção dos demos não ser a mais desejável, foi a melhor que conseguimos fazer com as limitações de equipamento e financeiras que tinhamos. Aqui fica o link onde pode descarregar o album:

    https://www.wetransfer.com/downloads/c9ab2280ba365651aad02bc17de4fbd420150313012016/9be69ec635fd317e0d042c053c09b02920150313012016/56b1a4

    Neste momento, estamos prestes a integrar um baixista e um guitarrista lead na banda. Na minha opiniáo, ainda falta mais “densidade” de guitarra aos demos. Mas, a nível de arranjos, está practicamente concluído.

    Um bem haja e espero que goste,
    Leandro Jardineiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leandro, fizeste muito bem em escrever. Ouvi o álbum e o que eu te posso dizer é que gostei. Muito. Ainda faltam limar algumas arestas, mas vocês têm lá ideias e têm canções; está muito bom.
      As minhas sugestões:
      - Na faixa 4 - "Dead End Affair" - a guitarra acústica e a orquestração parece-me fora de tempo. Às tantas começa tudo a soar uma grande confusão na minha cabeça. Eu aqui deixava cair a orquestração por completo, destoa no feel do álbum até aqui.
      - A voz está demasiado à frente na mistura; deixa os instrumentos virem mais para a frente.
      - Alguns instrumentos são gerados por computador. Eu sei que são demos, mas se conseguirem arranjar, por exemplo, um saxofone para a faixa 5 - "The World We Live" - o tema ganha logo outra dimensão. Se não conseguirem arranjar o instrumento real, corta e substitui por uma guitarra, um solo de sintetizador, enfim, outra coisa qualquer, mais "real".
      - Deixei esta para o fim, mas esta é a principal (lembra-te, é só uma sugestão): por que não cantar em português? Por melhor que cantemos em inglês, nós vamos sempre soar como tugas a cantar em inglês. Em alternativa, tenta umas aulas de dicção.

      Em todo o caso, gostei muito do vosso álbum e espero mesmo que alguém aposte em vocês.
      Abraço!

      Eliminar

Let the music do the talking.